O passo a passo de uma lipoaspiração

imagem_release_467056

Para algumas pessoas, nem sempre é fácil atingir o corpo desejado, independentemente de quantas dietas e/ou exercícios físicos forem realizados. Nestes casos específicos, uma das possibilidades encontradas para melhorar a aparência física, e, assim, resgatar a autoestima são as cirurgias plásticas.

Segundo Alderson Luiz Pacheco, cirurgião plástico atuante em Curitiba, a lipoaspiração é um dos procedimentos mais indicados para os pacientes que possuem gordura localizada em excesso. “Essa intervenção é ideal para quem não obteve resultados expressivos com dietas e exercícios, e, agora, quer esculpir seu corpo à sua maneira”, comenta.

Pacheco, que é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, listou o passo a passo de como funciona a cirurgia, o pré e pós-operatório. Confira:

1.   Antes da cirurgia

Será necessário realizar, com antecedência, exames de sangue, cardiológicos e radiografia de tórax. Existe a possibilidade do cirurgião pedir, também, ultrassom da região a ser operada, e um doppler (um exame que visualiza vasos sanguíneos) das pernas para garantir que não há trombos na corrente sanguínea. Ficar em jejum oito horas antes da cirurgia também é imprescindível.

Alderson garante que também será preciso garantir que o paciente não tenha outros problemas sérios de saúde, como hipertensão, diabetes e obesidade, pois, caso uma dessas doenças se apresente, a cirurgia pode ser repensada.

2.   Durante a cirurgia

Primeiramente, é preciso notar que a anestesia pode ser local, peridural ou geral, dependendo da quantidade de regiões abordadas e de gordura a ser retirada. A cirurgia em si é iniciada com a infiltração da solução de Klein (composta por soro fisiológico e adrenalina), o que diminui as chances de sangramento e trauma cirúrgico. Essas cânulas chegam, através da pele, no tecido adiposo, de onde aspiram a gordura localizada.

A cirurgia pode durar entre três a quatro horas e, no geral, as cicatrizes de lipoaspiração não são muito grandes, medindo cerca de meio centímetro, mas podem ficar imperceptíveis ao longo do tempo, não causando incômodo ao paciente.

3.   Após a cirurgia

A lipoaspiração demanda um tempo mínimo de 24 horas de internação, e, após uma semana de repouso em casa, já é possível retornar ao trabalho, desde que este não demande muito esforço físico. A prescrição de remédios fica a cargo do médico e de sua percepção sob o estado do paciente, mas o uso de cinta modeladora por pelo menos um mês é indispensável.

Após um mês do final da cirurgia, é possível perceber diminuição do inchaço, sendo que pode-se voltar a realizar atividades físicas. O resultado final, entretanto, só pode ser visualizado após seis meses.

Serviço:

Doutor Alderson Luiz Pacheco (CRM-Pr 15715)

Cirurgião Plástico

Sites: http://www.alplastica.com

http://www.michelangeloclinica.com.br

Blog: https://draldersonluizpacheco.wordpress.com

Email: plastica.pacheco@yahoo.com.br

Fone: (41) 3022-4646 e 4141-4424

Endereço: Rua Augusto Stellfed, 2.176, Champagnat, Curitiba/PR.

Fontes da Toda Comunicação Curitiba/PR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s