A classificação dos casos de retração glútea:

As retrações são classificadas em quatro grupos, levando-se em conta qual a estrutura comprometida: subcutâneo, fáscia ou músculo. Esses três primeiros têm sinais particulares no exame físico, o que facilita a identificação de cada um. No quarto grupo são agrupadas as diferentes associações entre os tipos, e os sinais encontrados no exame físico de cada um se apresentam combinados, além disso, todos os tipos podem ser uni ou bilaterais.

Essa classificação auxilia na hora de diagnosticar corretamente o tipo e a localização do problema, definindo a abordagem a ser realizada e permitindo uma compreensível orientação do caminho a ser tomado. A partir disso, o tratamento é feito conforme a classificação em que cada caso se enquadra – por isso é importante diagnosticar previamente o tipo de lesão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s