O risco de infecção é pequeno, mas pode ser evitado

A Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas (SBCP) garante que o risco de infecção é pequeno, mas não é nulo – chega de 0,2 a 5%, e as infecções mais comuns em cirurgias estéticas acontecem em pacientes que se submetem a lipoaspiração e ao implante de silicone, principalmente porque estas são as cirurgias mais realizadas pelos médicos. Para evitar essas complicações, o centro cirúrgico e todos os outros ambientes do hospital devem ser desinfetados, organizados, limpos e seguir as normas de controle de infecção. Todos os instrumentos devem passar por um rigoroso processo de esterilização, seguindo as instruções dos fabricantes.

Anúncios

2 comentários sobre “O risco de infecção é pequeno, mas pode ser evitado

  1. Olá Dr., sou uma jovem de 21 anos agora.
    Há três anos fiz uma cirurgia plástica, eu tinha 17 anos, mamoplastia de redução, na cidade de Presidente Prudente.
    Detestei o resultado. No começo da recuperação tinha ficado lindo até perceber que ao tirar os microporos, estava completamente mutilado onde levei os pontos. Eles hoje caíram muito mas eu confesso que engordei 8 kilos, mas por conta da queloide que tenho, a cicatriz ficou horrível, digna de me envergonhá-la. Não chega a ser hipertrófica, mas ela está completamente manchada e fora de contorno. Já procurei um centro radiológico na mesma cidade, são necessárias várias plaquinhas, pois ao todo seriam 20 cm de cicatriz. A betaterapia é eficaz ou ela pode ter recidivas?
    Desde já, agradeço muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s